Translate

2.4.18

A bó Bira

Falo muito da minha bó Micas porque cresci com ela mas a minha bó Bira é também uma flor sem igual. 
Cresci com o lado paterno e via a bó Bira e o bú Lino, menos vezes. Na Páscoa vinham sempre trazer amêndoas e o bú dava-me sempre uma moeda de 50 escudos, enormes que elas eram e faziam os meus olhos ficar com estrelas! 
Mas há uma coisa que me faz sempre lembrar dela, sardinheiras! 
Mal se virava a rua para entrar na dela, ao longe, era fácil saber qual era a casa da minha bó! As mil sardinheiras na varanda! A varanda mais bonita daquela rua e uma das mais bonitas que já vi! quando o meu bú Lino partiu decidi ir viver com ela e passei a conhecer um pouco dela. Sorriso de menina para sempre, ainda hoje o tem! Um sentido de humor muito aguçado, olhos amendoados, tão amendoados que quando ri parece chinesinha, sempre a rezar enquanto fazia a vida dela, adorava contar-lhe anedotas com palavrões para a ver aflita!
“ aí valha-te o nosso senhor que vais para o inferno, bandida “ 😂 
Sonhava a ver as novelas dela e ria e falava para a televisão. 
A minha tia diz-me que quando em vê na Tv fala para mim e ri! 
Ela gostava de ouvir fados mas ela gosta mesmo, mesmo é do Julio Iglesias! 
Isso é que é! 
Sabe um monte de modinhas, teve 12 filhos e fazia os melhores bolinhos de bacalhau e bolinhos de “ girimu “ do mundo todo, mas todo mesmo! 
Hoje lembrei dela com muitas saudades porque já não lhe dou uns beijinhos ou lhe conto umas anedotas puxaditas para ela rir há muito tempo! 
Agora quando virem sardinheiras talvez se lembrem também da minha bó Bira 👵🏼♥️


1 comentário:

  1. Agora fizeste-me lembrar da minha bó Ção, que já partiu há tanto tempo! Muitas, muitas saudades dela!

    Um beijinho!

    ResponderEliminar